Newsletter WordPress – Edição 10

Esta é a sua dose semanal com as principais notícias, matérias e vídeos sobre o maravilhoso mundo do WordPress!

Novidades novas

Na semana passada (20.AGO.2019) aconteceu uma reunião dos handbooks no Slack da comunidade brasileira para organizar a tradução deles. Nela foi definido como será realizada a tradução (processo e ferramentas) e que o polyglots será o primeiro handbook a ser traduzido, para servir justamente de referência de como a tradução deverá ser feita. Se você quiser colaborar com o WordPress, esta é uma ótima oportunidade!

Como consequência desta iniciativa, foi publicado o estado atual da documentação do WordPress para resumir os diferentes tipos (Codex, Devhub, HelpHub e Handbooks), seus estados e traduções. Fiquei bem triste quando soube da notícia que o ‘Codex’ iria acabar, o nome remetia bastante ao mundo da magia 🙁

Se você ficou com preguiça de ler os dois itens anteriores, o vídeo ‘documentação do WordPress: O Codex morreu?’ resume muito bem essas notícias.

Saiu a versão 4.4 beta do plugin Redirection [em inglês] com várias melhorias na exibição da listagem de redirecionamentos e filtros, além da possibilidade da adição do idioma do navegador no redirecionamento.

Algumas funcionalidades interessantes estão sendo adicionadas no Gutenberg, como um comportamento de máquina de escrever (ao pular de linha o conteúdo se move, ao invés do “cursor”) e um painel de ajuda (exibido ao passar o mouse em cima dele na seleção de blocos).

Falando no Gutin, a opção de nofollow para links vai ser implementada em breve no Gutenberg [em inglês]. Uma coisa “simples” que muitos (talvez milhões) de usuários estavam pedindo faz tempo.

A função wp_timezone() entrou para o core do WordPress [em inglês].

A junção do plugin WooCommerce Admin com o WooCommerce foi adiada para a versão 3.8 do WooCommerce [em inglês].

Uma falha de segurança em vários plugins causou o redirecionamento para outros sites com conteúdo malicioso [em inglês]. Alguns dos plugins afetados são: Simple 301 Redirects Addon, Woocommerce User Email Verification, Coming Soon and Maintenance Mode, entre outros.

Outros links interessantes

Uma visão rápida de como foi o WordCamp Brighton 2019 [em inglês], a partir da perspectiva de um brasileiro, destacando vários pontos interessantes da organização do evento (como não ter utilizado copos descartáveis) e as palestras mais interessantes do evento.

Veja porque programadores iniciantes devem usar o WordPress para seu primeiro site [em inglês].

Tutoriais, guias e ferramentas

Aprenda como inserir suporte a tradução em temas e plugins do WordPress, para que seja possível traduzi-los facilmente.

Neste guia de como blindar o seu WordPress contra invasões, você vai aprender como configurar passo a passo o plugin gratuito ‘All In One WP Security’.

Quer criar um tema, mas não quer começar do zero? Então confira os 26 starter themes mais populares para WordPress [em inglês].

Saiba como instalar o WordPress com um banco de dados gerenciado (managed database) no Ubuntu 18.04 [em inglês].

O plugin WP Toolbelt é uma alternativa ao JetPack [em inglês], focado em velocidade e privacidade. Ele possui CPT de portfólio, botões de compartilhamento, breadcrumbs, posts relacionados e lazy loading.

Veja como proteger o seu site contra hotlinking de imagens [em inglês]. Hotlinking é o equivalente a “gato” (ligação elétrica clandestina), só que na internet.

Descubra o que é WEBP e como ativá-lo no WordPress [em inglês]. Spoiler: é um formato de imagem mais otimizado criado pela Google.

A Universidade de Helsinki disponibilizou um curso online gratuito de desenvolvimento para a web com Java Script [em inglês], com uma introdução ao React, Redux, Node.js, MongoDB, e GraphQL. O material está em inglês e finlandês e distribuído com licença Creative Commons. Tá aí um oportunidade legal de colocar em prática o conselho de aprender JavaScript profundamente, que o Matt Mullenweg deu em 2015. Nossa, já se passaram quase quatro anos! #partiuaprender

Plugin criado/colaborado por um brasileiro

Uma das maravilhas do open source é poder criar ferramentas para suprir as suas próprias necessidades e depois compartilhá-las. Isso inclui integrações com serviços de empresas que, até o momento, não oferecem suporte oficial ao WordPress. Foi justamente este o caso do plugin WooCommerce PicPay.

Colabore na próxima edição

Se você leu algum artigo ou assistiu um vídeo legal sobre WordPress e gostaria que ele fosse compartilhado com mais pessoas, mande pela página de colaboração.